Written by

Progressive Web Apps: o que são e como funcionam?

PAPPEANDO, Slide| Views: 89

No post anterior, introduzimos você ao universo dos Aplicativos Progressivos (ou, em inglês, Progressive Web Apps).

Falamos também sobre os Instant Apps. Voltaremos a este assunto nos próximos posts.

É importante entender com detalhes o que são os Progressive Web Apps, ou apenas PWAs.

Tal modalidade de desenvolvimento vem se popularizando com velocidade. Já faz parte do cotidiano de grandes empresas e a você será o próximo.

O que são Progressive Web Apps?

Logo na sequência do Google I/O, Andy Favell escreveu um conteúdo relevante sobre o que tem sido desenvolvido no âmbito dos Progressive Web Apps.

No texto, Favell explicou que os PWAs são uma inovação da Google. O objetivo dos Progressive Web Apps é combinar as melhores features de aplicativos nativos e aplicativos para a web:

  • Velocidade;
  • Interação com recursos do smartphone;
  • Funcionamento offline;
  • Nenhuma necessidade de download.

A própria Google descreve os os PWAs como “confiáveis, rápidas e atraentes experiências para usuários mobile com o mesmo alcance da web”.

São mobile web pages criadas para se comportar e transmitir a mesma sensação que aplicativos.

Boa performance e funcionamento offline são algumas das principais características. Isso elimina uma das grandes desvantagens da web responsiva.

Sites e outras web pages dependem fundamentalmente de internet. Podem ter longos e frustrantes períodos de carregamento em determinados tipos de conexão.

Aplicativos Progressivos para Web podem ser salvos na home screen e acessados com apenas um toque no ícone, como é feito com um aplicativo.

A Google incentiva desenvolvedores a criar Aplicativos Progressivos para Web com uma flag.

Quando acessados, fazem com que o Chrome solicite ao usuário permissão para adicionar o PWA à sua home screen.

Os Progressive Web Apps (PWAs) transformam oferecem vantagens que aumentam sua competitividade em relação aos aplicativos nativos.

Quem usa os Progressive Web Apps?

A lista de marcas que entraram no barco dos Progressive Web Apps inclui nomes de projeção internacional:

  • Twitter (cujo Progressive Web App chamado Twitter Lite tem mais de 1 milhão de visitas diárias);
  • Forbes;
  • Alibaba;
  • Washington Post;
  • Até mesmo empresas com forte apelo ao aplicativo nativo, como a Lyft.

Em que os Progressive Web Apps se aproximam dos aplicativos nativos?

PWAs já oferecem diversas features que associamos aos aplicativos nativos:

  • Notificações push;
  • Geolocalização;
  • Acesso a câmera e microfone;
  • Funcionamento offline;
  • Ícone na tela inicial.

Também dão às empresas acesso a benefícios da web responsiva:

  • Fácil acesso: aplicativos progressivos para web não requerem download;
  • Independência de plataforma: não é necessário criar um PWA para Android e outro para iOS;
  • Excelente capacidade de compartilhamento: basta enviar um link para compartilhar as características gerais; também há a possibilidade de linkar uma seção específica do PWA.

É uma ótima opção para empresas que ainda não tem total certeza sobre investir em aplicativos nativos.

Também é uma boa iniciativa para aquelas que querem incrementar (e muito) a experiência mobile de seus clientes.

Fale com a Capptan

Mas… e os Instant Apps?

Os Instant Apps são uma outra modalidade de aplicativos.

Também lançados pela Google, eles trazem algumas diferenças em relação aos Progressive Web Apps.

Por sua vez, os Instant Apps têm um objetivo e diferenças estratégicas para te ajudar nas tomadas de decisão. Saiba mais:

O que são os Aplicativos Progressivos e Instant Apps?

Comments

comments